Pecado: Vibrações Destrutivas

Image source - Pexels.com

Todas as construções – pontes, edifícios – podem suportar um certo número de vibrações. Esta é a lei da natureza. Se a construção sofrer um número de vibrações superior às suas possibilidades sofrerá avaria.

Um exército pode destruir uma ponte quebrando-a em pedaços pela sua passagem em marcha cadenciada. Cem estudantes marchando cadenciadamente no segundo andar de um edifício poderão abalá-lo, até que alguém fora grite amedrontado, mandando parar. O edifício certamente cairia se as vibrações causadas pelo ritmo da marcha não tivessem cessado.

Homens e indivíduos, coletividades e nações são livres para pecar por prática ou por pensamentos até certo ponto, e ainda tornar a si por sua livre vontade, mas se o pecado continuar causando vibrações em número indefinido, chegará o tempo quando a destruição será certa.

Jerusalém, símbolo da religião do povo de Deus no período do profeta Jeremias, pecou além da possibilidade, e chegou o tempo da queda. Agora nem que ele quisesse não mais poderia impedir a catástrofe, o mal era irremediável.

ARTIGOS RELACIONADOS

Você também pode se interessar por

Centralidade de Cristo na pregação

A centralidade de Cristo na pregação

O pregador cristão, quer esteja pregando a partir do AT, quer do NT, deve apresentar Cristo como o referencial Um foco crítico para várias dessas

#002 – Modelo e Estrutura para pregação

Este é um modelo, uma estrutura para apresentação de sermão. Você pode utilizar esta estrutura como exemplo para desenvolver o seu próprio modelo. É claro