/As armadilhas de Satanás contra a pregação

As armadilhas de Satanás contra a pregação

Como funcionam as armadilhas de Satanás contra a pregação.

Todo pregador que se compromete com a verdade bíblica já passou pela experiência de ao término de sua pregação, receber dos seus irmãos palavras de conforto como:

–  Deus falou comigo hoje através da pregação.

Ou ainda.

– Essa mensagem foi endereçada a mim.

No entanto o oposto também acontece, muitas vezes o pregador se prepara para levar a mensagem de Deus ao Seu povo e por algum motivo, aqueles que mais precisavam daquela pregação se encontram ausentes.

Por que isso acontece?

É importante que o pregador conheça como Satanás opera e saiba como se preparar para este embate.

Veja algumas armadilhas que Satanás utiliza contra a pregação, o trecho abaixo foi extraído do livro O Grande Conflito, acompanhe:

Os Ardis de Satanás

“As Escrituras declaram que em certa ocasião, em que os anjos de Deus foram apresentar-se perante o Senhor, Satanás foi também entre eles (Jó 1:6), não para curvar-se perante o Rei eterno, mas para favorecer seus maldosos intentos contra os justos. Com o mesmo objetivo está ele presente quando os homens se congregam para o culto a Deus.”

“Posto que oculto das vistas, está ele a trabalhar com toda a diligência para dirigir o espírito dos adoradores. Semelhante a um hábil general, formula de antemão seus planos. Vendo ele o mensageiro de Deus examinando as Escrituras, toma nota do assunto a ser apresentado ao povo. Emprega então todo o seu engano e astúcia no sentido de amoldar as circunstâncias, a fim de que a mensagem não atinja aqueles a quem ele está enganando a respeito daquele mesmo ponto. Alguém que mais necessite da advertência estará empenhado em alguma transação comercial, que requer a sua presença ou de algum outro modo será impedido de ouvir as palavras que se lhe poderiam demonstrar um cheiro de vida para vida.”

“Outrossim, vê Satanás os servos do Senhor opressos por causa das trevas espirituais que envolvem o povo. Ouve suas fervorosas orações rogando graça e poder divinos para quebrar a fascinação da indiferença, descuido e apatia. Então, com renovado zelo desenvolve suas artimanhas. Tenta os homens à satisfação do apetite ou a alguma outra forma de condescendência própria, embotando assim a sua sensibilidade, de maneira que deixem de ouvir precisamente as coisas que mais necessitam aprender.”

“Satanás bem sabe que todos quantos ele puder levar a negligenciar a oração e o exame das Escrituras, serão vencidos por seus ataques. Portanto, inventa todo artifício possível para ocupar a mente. Sempre houve uma classe que, mostrando-se embora muito piedosos, ao invés de prosseguir no conhecimento da verdade, fazem consistir sua religião em procurar algum defeito de caráter ou erro de fé naqueles com quem não concordam. Tais pessoas são a mão direita de Satanás. Os acusadores dos irmãos não são poucos; e estão sempre em atividade quando Deus está a operar e Seus servos Lhe estão prestando verdadeira homenagem. Eles darão interpretação falsa às palavras e atos dos que amam a verdade e lhe obedecem. Representarão os mais ardorosos, zelosos e abnegados servos de Cristo como estando enganados ou sendo enganadores. É sua obra representar falsamente os intuitos de toda ação verdadeira e nobre, fazer circular insinuações e despertar suspeitas no espírito dos inexperientes. De todo modo imaginável procurarão fazer com que o que é puro e justo seja considerado detestável e enganador.”

“O grande enganador tem muitos agentes prontos para apresentar toda e qualquer espécie de erro, a fim de enredar as almas: heresias preparadas para se adaptarem aos vários gostos e capacidades dos que ele deseja arruinar. É plano seu levar para a igreja elementos insinceros, não regenerados, que incentivarão a dúvida e a incredulidade, estorvando a todos os que desejem ver a obra de Deus progredir, e com ela queiram avançar. Muitos que não têm fé verdadeira em Deus ou em Sua Palavra, concordam com certos princípios da verdade e passam por cristãos; e assim estão aptos para introduzir seus erros como doutrinas das Escrituras.”

“A opinião de que não é de conseqüência alguma o que os homens creiam, é um dos enganos mais bem-sucedidos de Satanás. Ele sabe que a verdade, recebida por amor à mesma, santifica a alma de quem a recebe; portanto, está constantemente a procurar substituí-la por falsas teorias e fábulas, ou por outro evangelho. Desde o princípio os servos de Deus têm contendido com os falsos ensinadores, não meramente como homens corruptos, mas como inculcadores de falsidades que seriam fatais à alma.”

[…]

“As interpretações vagas e imaginosas das Escrituras, as muitas teorias contraditórias concernentes à fé religiosa, as quais se encontram no mundo cristão, são obra de nosso grande adversário para confundir o espírito de tal maneira que não saiba distinguir a verdade. E a discórdia e divisão que há entre as igrejas da cristandade são em grande parte devidas ao costume que prevalece de torcer as Escrituras, a fim de apoiar uma teoria favorita. Em vez de estudar cuidadosamente a Palavra de Deus com humildade de coração, a fim de obter conhecimento de Sua vontade, muitos procuram apenas descobrir algo singular ou original.”

“Com o intuito de sustentar doutrinas errôneas ou práticas anticristãs, alguns apanham passagens das Escrituras separadas do contexto, citando talvez a metade de um simples versículo, como prova de seu ponto de vista, quando a parte restante mostraria ser bem contrário o sentido. Com a astúcia da serpente, entrincheiram-se por trás de declarações desconexas, interpretadas de maneira a convir a seus desejos carnais. Muitos assim voluntariamente pervertem a Palavra de Deus. Outros, possuindo ativa imaginação, lançam mão das figuras e símbolos das Escrituras Sagradas, interpretam-nos de acordo com sua vontade, tendo em pouca conta o testemunho das Escrituras como seu próprio intérprete, e então apresentam suas fantasias como ensinos da Bíblia.”

Trecho extraído do livro O Grande Conflito

Identificamos nesta leitura algumas das armadilhas de Satanás e seus anjos, confira:

  • Eles frequentam os cultos buscando desviar adoração dos membros;
  • Eles colocam todos os tipos de problemas e distrações para impedir que as pessoas partilhem da mensagem de Deus que será pregada;
  • Iludem as pessoas, distraem elas fazendo com que através do seu estilo de vida (alimentação, gosto musical, gosto por filmes e séries, uso equivocado da internet e redes sociais etc.) não tenham compreensão da Palavra de Deus, não ouçam a voz de Deus;
  • Levam as pessoas a negligenciar a oração e o estudo da Bíblia;
  • Induzem os crentes a acusar os irmãos, criticar o trabalho que esta sendo feito para causa de Deus, desmotivando outras pessoas a continuar nesta obra, principalmente os novos na fé e aqueles que estão em atividade;
  • Persuadem aos pregadores não consagrados à interpretação equivocada e fantasiosa das Escrituras fazendo com que erros e heresias sejam sustentados, mesmo quando estão em oposição ao ensinamento das Escrituras.

Perceba que as armadilhas são muitas, e isto requer do pregador  que ele interceda pelos seus ouvintes, orar para que o Espirito Santo prepare cada um deles para receber e compreender a mensagem na sua totalidade, orar para que Satanás não os impeça de receber a mensagem que tanto necessitam, orar para que Satanás não roube de seus corações a semente que foi plantada.

Existe um batalha real entre as forças de Deus e as forças de Satanás, e assim como Deus faz tudo para nos manter no caminho da salvação, Satanás trabalha com toda as suas forças para nos tirar dele.

Não menosprezemos o poder da oração intercessora e o preparo espiritual.

Pregador, ore pela sua congregação, ore pelos seus ouvintes e consagre a sua vida ao serviço de Deus.

 

Este artigo foi útil?

Pregador e instrutor bíblico, historiador e editor do site http://pregandoapalavra.com.br