/O Aspecto Redentivo da Pregação

O Aspecto Redentivo da Pregação

Todo ser humano carrega dentro de si o “vírus” do pecado, esta é uma doença da qual nós não podemos nos livrar infelizmente. As escrituras são claras ao tratar desta nossa condição:

Socorro, Senhor, pois os fiéis estão desaparecendo depressa!
Os que te temem sumiram da terra!
Todos mentem uns aos outros;
falam com lábios bajuladores e coração fingido.
Que o Senhor corte os lábios bajuladores
e cale a língua arrogante.
Eles dizem: “Mentiremos quanto quisermos.
Os lábios são nossos; quem nos impedirá?”.

Salmos 12.1-4

“Ninguém é justo,
nem um sequer.
11 Ninguém é sábio,
ninguém busca a Deus.
12 Todos se desviaram,
todos se tornaram inúteis.
Ninguém faz o bem,
nem um sequer.”
13 “Sua conversa é repulsiva,
como o odor de um túmulo aberto;
sua língua é cheia de mentiras.”
“Veneno de serpentes goteja de seus lábios.”
14 “Sua boca é cheia de maldição e amargura.”
15 “Apressam-se em cometer homicídio;
16 por onde passam, deixam destruição e sofrimento.
17 Não sabem onde encontrar paz.”
18 “Não têm o menor temor de Deus.”

Romanos 3.10-18

E esta doença acomete a todos os seres humanos, desde o nascimento:

Pois sou pecador desde que nasci,
sim, desde que minha mãe me concebeu.

Salmos 51.5

Este foi o assunto que tratamos no artigo com referência ao FCD (Foco da Condição Decaída). Todos nós somos pecadores, somos imperfeitos, somos incompletos de alguma maneira. No entanto, como pudemos observar, Deus se recusa a abandonar seus filhos, frágeis e pecadores, sem guia ou defesa num mundo antagônico ao bem-estar espiritual deles.

E é exatamente nesta verdade que se baseia o aspecto redentivo da mensagem, este, surge como uma resposta de Deus para o FCD. Deus nunca nos deixa em um beco sem saída.

Se por um lado o FCD nos leva a identificar a nossa condição pecaminosa, a nossa incapacidade de salvação por nossas próprias obras, o aspecto redentivo nos leva à cruz de Cristo e deposita nEle, somente nEle a nossa esperança.

O aspecto redentivo nos apresenta, a graça, a misericórdia de Deus em não nos deixar a mercê de nossa própria condição.

Ela terá um filho, e você lhe dará o nome de Jesus, pois ele salvará seu povo dos seus pecados”.

Mateus 1.21

Como aplicar o Aspecto Redentivo na pregação?

Um exemplo pratico do aspecto redentivo aplicado à vida dos crentes, se encontra na passagem de 1 Coríntios 13, o apostolo Paulo lida com o FCD dos membros da igreja de Corínto, a saber, a falta de amor. E apresenta como solução (aspecto redentivo) o Amor, não o amor como conhecemos, mas o amor em sua plenitude que só pode ser encontrado nAquele que é amor, que só pode ser vivenciado pelo crente em sua união com Jesus Cristo.

Todo aspecto redentivo apontará para Jesus Cristo e sua obra, não importa qual seja o nosso FCD, em Cristo encontramos redenção.

Portanto a aplicação de nossa pregação, a conclusão de nossa pregação deve apontar para Jesus como o Salvador.

Se o FCD é a falta de confiança em Deus, o aspecto redentivo apresenta em Cristo Jesus a plena certeza de que Deus está conosco em todos os momentos de nossa vida, e Ele não irá falhar.

Se o FCD é justamente a falta de vontade em cumprir a vontade de Deus, se buscarmos a Cristo e permanecermos nEle novas criaturas seremos, Ele realizará em nossa vida tanto o querer como o efetuar.

Se o nosso FCD nos impede de buscar a Deus, Cristo vem até nós e bate a nossa porta buscando fazer morada em nossa vida, buscando nos oferecer a salvação em Seu nome.

Ainda, se o nosso FCD é a culpa de um pecado do qual não podemos nos livrar, Jesus Cristo, o Justo nos garante que o Seu perdão é suficiente para nos tornar limpos e purificados deste pecado, ainda que seja um pecado de tal gravidade.

Um ponto importante a ser relembrado e fixado em nossas mentes, é de que o aspecto redentivo, assim como o FCD, será fiel a passagem a qual estamos tratando. Por exemplo, se estamos pregando uma passagem que fala sobre arrependimento, não adianta apontarmos para Cristo como o Pão Vivo, ou como Emanuel, Deus conosco, precisamos dar o direcionamento correto ao aspecto redentivo apresentado Jesus como nosso Advogado, como Aquele que tem autoridade para perdoar pecados.

Jesus Cristo sempre será o alvo do aspecto redentivo, e é este fundamento que irá tornar a nossa pregação cristocentrica com eficácia. Se identificarmos corretamente o FCD e não aplicarmos o aspecto redentivo, nossa pregação não passará de legalismo. Ela será seca e sem vida. Não passará de um conjunto de regras, do que se deve fazer e o que não se deve fazer.

Mas se a graça e misericórdia de Cristo for exposta com fidelidade às Escrituras, nossos ouvintes encontrarão nEle a luz no fim do túnel, o bálsamo para suas feridas, o consolo em meio a tristeza, o alimento para vida e mais do que isso, encontrarão o perdão de seus pecados e o Caminho para vida eterna.

Finalizo com um apelo a você pregador.

Jamais pregue um sermão sem apontar para Jesus Cristo como nosso Salvador.

Este artigo foi útil?

Pregador e instrutor bíblico, historiador e editor do site http://pregandoapalavra.com.br