/Desobediência: O Homem que não Acreditava

Desobediência: O Homem que não Acreditava

Certa vez viajavam em seus respectivos automóveis dois homens pela mesma estrada.

O primeiro ao chegar a um determinado lugar, notou que estava em consertos. Havia uma placa com a inscrição: “Trânsito Impedido”, indicando uma estrada de rodagem, à direita.

O viajante, sem qualquer demonstração de contrariedade naturalmente, virou à direita e continuou sua viagem, voltando em seguida para a estrada boa.

Pouco tempo depois o outro viajante chegou – leu os sinais, fechou a cara, zangou-se, pronunciou impropérios contra a estrada, e resolveu passar adiante e sofrer as conseqüências. Parou então o seu automóvel, tirou do caminho o anúncio de “Trânsito Impedido” – e tocou o carro para a frente.

Encontrou-se com os trabalhadores, que gritaram, insistindo para que voltasse.

Mas este intruso abanando a mão disse: “Passo, de um jeito ou de outro”. Prosseguindo um pouco mais encontrou lama, e uma roda atolou-se num buraco fundo; penetrando mais para dentro deparou-se-lhe um lamaçal e um barranco caído, onde viu afinal que era impossível passar.

Com muita dificuldade virou seu carro, porém, na volta quebrou uma peça, de maneira que o carro veio a parar exatamente na divisão das duas estradas.

De lá foi preciso que o teimoso voltasse a pé até o caminho, e por telefone chamou um mecânico para consertar o carro.

A nossa vida tem muitas voltas. Depois de muitos dias de boas viagens e de grande progresso, repentinamente esbarramos com o “Trânsito Impedido”.

Temos então que parar ou virar para o outro lado.

Muitas vezes nos desviamos da boa estrada, para outra estreita, escabrosa e cheia de dificuldades.

Mas vamos obedecer a orientação do nosso Guia que nunca nos abandonará.

 

Este artigo foi útil?

Pregador e instrutor bíblico, historiador e editor do site http://pregandoapalavra.com.br